quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Eolo presents "The CoverGurlz"

Quem me segue já sabe que o meu gosto musical prima pelo... mau meu. E já sabem que adoro reality television como RuPaul's Drag Race, já gosto dele musicalmente desde os anos noventa na altura do Supermodel of the World, e por muito que eu adore e me vista a cantar o "Jealous of My Boogie" convenhamos que ele não é grande cantor, mas é catch, é odd e tem músicas profundas como:

"Some girls talk to the boys in the chatroom,
 My girls talk to the boys in the backroom"
(Ladyboy)

Se ainda não perceberam todo eu estou em pulgas para a sexta temporada de Drag Race que me vai dar mais de uma dúzia de drag queens para eu amar, odiar, adorar e citar nos próximos tempos because reading is fundamental!

O programa serve também de plataforma para o RuPaul lançar mais albums, todos eles de qualidade questionável (menos para mim que os adoro) e que têm sempre videoclips medonhos porque são feitos com os valores de produção do programa (geralmente tem sempre o RuPaul e as três finalistas de cada temporada) e são mais giros para ver em outtakes do que o clip verdadeiramente dito.

Na passada temporada o programa lançou um single chamado "Can I get an Amen?" escrito pelas concorrentes em três grupos na versão do "We Are the World" do RuPaul mas com drag queens para um fundo de beneficência qualquer que não me apeteceu ir procurar, o título tirado da frase icónica do programa em que o RuPaul termina a dizer "If you can't love yourself, how in the hell are you gonna love somebody else? Can I get an amen up in here?" e as concorrentes restantes gritam "Amen".

A qualidade vocal do RuPaul é muitas vezes alvo de piadas durante o programa, feitas por ele mesmo ou então pelos concorrentes e/ou jurados e o uso liberal de autotune que ele assume (que remédio) e ainda brinca mais.



Esta temporada (ai quero tanto ver) tem um album novo dele "Born Naked" produzido pelo RevoLucian  mas tem ainda um album chamado "RuPaul Presents the CoverGurlz" em que as concorrentes da sexta temporada gravaram uma cover de uma das suas músicas e aqui temos que tirar o chapéu ao RuPaul, nunca vi tanto autotune junto num album (talvez o da Katy Perry) e a maioria deles são horrendos a cantar e fazem-me ignorar uma série de títulos que acho piada no original e quase que tenho a certeza que este album faz parte de um dos desafios da temporada. Achei que ia gostar e nem por isso e fiquei contente que ele vai lançar um album de originais porque este coitadinho.



Deixo-vos com uma das minhas preferidas do Champion, "Jealous of my Boogie" que tem a minha adorada Raven, a maravilhosa Jujubee e... a Tyra Sanchez, the other Tyra.

Now sashay... away.

11 comentários:

  1. RuPaul forever! Luv luv luv!!! :) Também estou em pulgas!! (e Raven devia ter ganho e não a Tyra...)

    ResponderEliminar
  2. Pronto, já respondeste ao que te perguntei no meu post. Não é série, é Reality TV.
    Sabem quem é o concorrente directo do/da Ru Paul? O/a Miss J! Eheheheh!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quanto muito eu escolheria a Lady Bunny em vez do RuPaul porque gosto do sentido de humor dela. Chama-lhe o que quiseres, isto é maravilhoso!

      Eliminar
  3. Está ao mesmo nível dos "Caminhantes Mortos". Não gosto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Considerando que eu falei de várias coisas não percebi exactamente a que é que se destina o comentário, como também não percebi a referência.

      Eliminar
  4. Não consigo arranjar o torrent da primeira season. Ajudas-me? Mail...
    Obrigada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Will help, no worries. Atenção que a primeira season e m enos boa e tem valores de produção baixos mas será referência para as seguintes.

      Eliminar