segunda-feira, 5 de agosto de 2013

When in doubt, bake!

Eu sei que gostar de chocolate não me dá pontos de originalidade, mas sabem o que é que eu gosto? Chocolate e manteiga de amendoim, por essas e por outras é que evito ter Nutella e manteiga de amendoim cá em casa porque rapidamente as espalhava em fatias de brioche e tornava-me o Proust do novo milénio enquanto divagava nas memórias da minha infância... e seria mentira porque comecei a comer manteiga de amendoim na altura que descobri Capn' Crunch, já tinha 21 anos.

Embora adore fazer bolos, viver em duas casas em que uma não tem todas as ferramentas necessárias... vamos ser honestos, sou mesmo preguiçoso.

No Sábado tive a oportunidade de estar com amigas muito queridas, comemos pão de açafrão e nozes com limoncello (para não embuxar) e a minha querida L. esperava que tivesse sido eu a fazer o pão, mas dirijam-se ao parágrafo anterior, sou mesmo preguiçoso. Hmm... conduzi até à padaria do Senhor Kayser.... isso deve contar... para alguma coisa.

Domingo foi dia de estar de papo para o ar sem fazer nenhum, quer dizer, mais ou menos, vi quase uma série inteira de "Orange is the New Black" e isso contribuiu para o meu enriquecimento cultural (pop). Num dos episódios falam de um delicioso bolo de coco e mais tarde ele é feito por uma das personagens que adiciona baunilha e decidi que ia cozinhar.

Poderia deduzir-se que ia fazer  bolo de coco, mas não, tenho uma receita maravilhosa que ficará para outras núpcias. Ontem o meu corpo queria manteiga de amendoim com chocolate.

Demorei umas três horas, e numa receita clássica de manteiga batida com açúcar juntei chocolate de leite derretido em café quente e farinha. Esta massa ficou ligeira e ligeiramente líquida com uma textura de genoise que quase talhou por tentar enfiar tanta coisa.

Enquanto o bolo cozia, fiz a cobertura e o recheio e tive que me controlar para não comer tudo às colheres... tirando uma de chá que lambi... espero que conte, também é tão pouco que não deve ter calorias.

O bolo é húmido e ligeiro (não confundir com light) e não me vou alongar no valor nutricional, sou mais de valor emocional.

Construí-lo foi complicado and embora ainda não o tenha visto fora do molde (está no meu congelador neste moment) é algo que vou guardar para comer com um amigo, já que não fiz nada para Sábado, mas tem que ser rápido senão invento amigos imaginários para o comer todo.

Wish me monsters...

4 comentários:

  1. Eu cozinho relativamente bem, mas em doçaria nem por isso...
    Talvez porque passo bem sem bolos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cozinhar relaxa-me e partilhar com os amigos relaxa-me, no Domingo foi mais terapêutico, vou abri-lo hoje.

      Eliminar