segunda-feira, 13 de maio de 2013

Don't be jealous of my boogie


Um hino como outro qualquer, mas este adoro-o profundamente, numa altura em que tudo parecia cair a pique, os versos (ainda que pouco profundos) fizeram um clique e consegui dar a volta.

Como a maioria pessoa, quando sou foco de uma crítica destrutiva, foco-me no naquilo e fico preso tal peixe num anzol e cada impulso para me libertar só sela mais o fim inevitável, e nessas alturas, lembro-me disto e o anzol desaparece, deixo de fazer força e sigo o meu caminho em frente.

Quando eventualmente forem focados com as críticas que atacam o nosso lado mais vulnerável que só destilam ódio, lembrem-se do "don't be jealous of my boogie" e sigam em frente.

Haters are going to hate, that's all they do anyway.

4 comentários:

  1. Verdade!
    Mas as vezes meu loiro é difícil ignorar e seguir em frente!

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Entre deixar que isso me consuma a seguir em frente, prefiro seguir em frente. Mas não digo que não fique lá preso um bocado, o importante é seguir.

      Eliminar
  2. Vozes de burro não chegam ao céu e as cobras envenenam-se quando mordem a própria língua.
    Portanto(s) let it be. Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, mas há alturas que nos esquecemos.

      Eliminar