segunda-feira, 24 de março de 2014

Foi um daqueles dias

Hoje acordei com uma preguiça ainda maior do que é costume, apetecia-me ficar na ronha o dia inteiro; que se lixasse a responsabilidade e sentimento de dever e era eu, o computador e as séries todas que me apetecia ver e o meu pijama.

Apanhei uma molha até ao trabalho onde por alguma razão que transcende, a não ser a lei de Murphy, as pessoas estavam irritadiças ou intransigentes.

Quando saí do trabalho tive que passar pelo supermercado que para além de não ter metade das coisas que me faziam falta tinha uma fila descomunal porque a gestão de filas no minipreço é sempre má, estávamos dez na fila, apareceu um velhote com dois queijos frescos que me pediu para passar à frente, disse-lhe que por mim tudo bem mas que as restantes pessoas da fila tinham que concordar, e note-se que eu não era o próximo, e o senhor decidiu começar a discutir comigo que só tinha dois queijos e que o pão não era dali (who asked?) e não percebia porque é que eu não o deixava passar. Os outros clientes acederam e assim que ele passa à nossa frente, quando é a minha vez o senhor da caixa fecha a caixa porque já estava na hora dele, mudámos todos para outra fila onde do nada apareceu outra senhora a pedir para deixar passar, eu tinha três coisas e ela o saco cheio, para não levar com outro filme disse que não.

Cheguei ao prédio depois de mais um supermercado porque me faltavam coisas e onde ironicamente uma senhora me deixou passar à frente sem eu pedir.

Os vizinhos do segundo andar estão a fazer obras, é um pó que não se aguenta, barulho a toda a hora e tenho que subir quatro andares a respirar o menos possível para não morrer coma alergias, entretanto eu com dois sacos de compras, a mala, a marmita escorrei no pó das escadas e caí escada abaixo, pedi ajuda as com o barulho das máquinas esqueçam lá isso.

Quem me aturou foi o administrador do condomínio, ou o prédio passa a ser limpo mais do que uma vez por semana ou vamos ter chatices, a porcaria das portas não estão calafetadas e é uma nojeira e agora desculpem qualquer coisinha vou ali por as calças a lavar, tirar o estuque, ver a season premiere de Drop Dead Diva e ver a minha encomenda que chegou do Selfridges.

14 comentários:

  1. Eu acho que isso foi castigo por não teres deixado a senhora passar à frente no segundo turno e teres embirrado com o velho dos queijos! LOLOLOL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se assim for os deuses têm pouco que fazer.

      Eliminar
  2. Que bela forma de começares a semana! [jk]
    Espero que fiques melhor e que os restantes dias te corram mais positivamente! ;)

    Abraço grande :)

    ResponderEliminar
  3. Vives cada aventura. :)

    um abraço e... são fases.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hoje esperemos que seja mais calmo, mas nunca se sabe tenho que voltar ao supermercado.

      Eliminar
  4. Ultimamente também me apetece que todos os dias sejam Domingo: ficar em casa de pijama a ver filmes e séries. Mas é uma merda e tenho de vir trabalhar.
    Há quem diga que o Março é como o Novembro...a queda da folha mexe connosco...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ontem estava particularmente neurótico, hoje idem...

      Eliminar
  5. Que grande azar! Fogo. Nada mais tinha que acontecer? Minipreço é horrível, mas as alternativas não são muito melhores.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Minipreço irrita-me porque nunca tem nada ou nunca tem o que eu quero.

      Eliminar
  6. Viver em prédios é uma aventura com os vizinhos. Vivi num onde nas reuniões de condomínio se pegava o velho do r/chão com a velha do primeiro andar, e era um festival...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No meu antigo prédio ouviam-se as discussões.

      Eliminar
  7. Há dias, e este foi mesmo "dia não"...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta semana foi para arrumar na gaveta do "não penses mais nisso".

      Eliminar